segunda-feira, março 21, 2005

Hoje...

.. Celebra-se o dia mundial da Poesia, e não podia esquecer Florbela Espanca já que foi através dela que descobri e aprendi a amar a Poesia. Ser Poeta é dos sonetos que, e na minha opinião, melhor definem aqueles que se dão totalmente às palavras...

Ser Poeta

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendos
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e cetim…
É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente…
É seres alma e sangue e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

Hoje também, Dia Internacional da Eliminação da Discriminação Racial.


Aquele Homem

Aquele homem que passou na rua
Com o olhar perdido
Num sonho sem forma
É meu irmão.
Aquele homem que arrasta os pés
Com os braços caídos
O fato roto e os pés doridos
É meu irmão.
Aquele homem que foi novo
E tinha a felicidade no olhar
Que nunca me viu
Que nunca me falou
Que não sabe se sou viva
Ou se já morri
E que sonha como eu
Um sonho escondido no olhar
E que tem como eu
O vazio em cada mão
Aquele homem
É meu irmão.

Margens

E ainda, Dia Mundial da Floresta.



Árvore

Não sei que árvore és.
Não sei se as tuas folhas desistem de viver, no Outono.
Se brotam flores esfuziantes nos teus ramos algures na Primavera.
Se a tua casca é daquelas que apetece abraçar.
Desconheço a música que o vento do Inverno toca nos teus vazios
E as formas da sombra da tua copa, no Verão.
Tens dois ramos bem abertos que me prometem um abraço de saudade do meu longínquo amor
Arvore de vermelhos-muitos,
lembras-me alguém...

E mais ainda, o dia Mundial do Sono. ( Há de facto dias importantes, este comemoro-o todos os dias...)