sábado, março 26, 2005

Partiste...

Partiste,
em noite iluminada por lua
Prenhe de sonhos
Absoluta,
A mesma luz e a mesma lua
que momentos antes desenhara versos
em branco no teu olhar
Promessas cheias de futuros
Mãos atadas
Caminhos longos
Partiste,
Fechando para sempre as portas
Que o teu olhar abria,
Levaste contigo os sonhos
Os sorrisos e os versos cheios de
Futuros por cumprir
Partiste,
E a lua vestiu-se de luto,
O céu chorou cúmplice na dor
que me recortou a alma em fragmentos de não existir ...



Digo-te Adeus,
E dói-me o sorriso da partida
Este partir ficar na saudade
Porque foi tão pouco o tempo que tivemos
Mas tão forte cá dentro
O que sentimos
Que muito anos, meu irmão
Nós vivemos no tempo
de nos darmos num só dia…

foto de Adam Moore