sexta-feira, março 11, 2005

Silêncio(s)


Traços de TCA

Cruel...
É o indiferente vazio do silêncio que me rodeia
E que de injustos ruidosos pensamentos me inunda.

Ouvindo o silêncio das coisas passadas,
Vislumbro imagens que os outros não vêem
Leio palavras que os outros não lêem
Imagens que dançam no meu pensamento,
e que brincam com o meu sorriso
Palavras que despertam a saudade,
e que enriquecem a minha existência
Palavras que choram a tua ausência,
e que te imploram para que venhas,
abraçar o meu silêncio...