segunda-feira, abril 04, 2005

Entardecer...


Passo os meus dedos pelas margens da tua boca
e deixo-os sentir na pele aragem
um desejo de vento que o vento traça
Espécie de traço este desejo de rota
Meus dedos partindo nas ondas do beijo
Gestos que se alongam na musica que entardece
Como é vermelho a tarde que esvoaça
vermelho flor abrindo orgias de vento
onde as nuvens correm no labirinto dos teus olhos
alonga-se o azul no horizonte inquieto
Na pele, um sol desejo
Saudade, angústia que me mata...

Foto de Willie Sator