sábado, junho 11, 2005

Vazios por fora...



É quando a última luz beija a terra já sonolenta
e as sombras envolvem o vazio da tua presença
que te amo mais ainda
e te quero como se fosses a única fonte possível
aos meus lábios
Como se depois de ti a luz fosse apenas memória de,
um dia ter havido luz.
E caminho por entre as tuas palavras
despojada de todas as vestes.
Aqui me tens
Disponivel para o silêncio, o fogo,
a água, o vento
e o assombramento...



Foto de Srijith K.